Mercado

Securitização.png

de Capitais

Securitização é o termo utilizado no mercado financeiro para se referir a uma dívida que foi negociada com investidores.

 

Trata-se de uma prática que visa a transformar títulos de crédito, como faturas não pagas ou dívidas de empréstimos, em títulos negociáveis no mercado de capitais. 

 

Portanto, o nome securitização é usado para descrever o processo em que empresas levantam recursos financeiros no mercado em troca da emissão de valores mobiliários.

 

Esse tipo de atividade financeira, tem a vantagem de dividir entre vários investidores um risco que ficaria somente com um só credor. Dificulta, assim, uma possível quebra, caso a dívida não seja paga. 

Seu negócio
mais Cheetah

Existem diferentes operações de securitização, como títulos de debêntures negociáveis, fundos de investimento em direitos creditórios, certificados de recebíveis imobiliários e do agronegócio. 

Certificado de Recebíveis:

O certificado de recebíveis imobiliários, conhecido como CRI, está relacionado a dívidas imobiliárias. Podem ser contratos de aluguéis ou prestações de imóveis, por exemplo.

Debêntures
As debêntures são títulos que as empresas emitem para captar recursos com o objetivo de iniciar um projeto específico. Os investidores adquirem os títulos e, depois, recebem o dinheiro investido acrescido de juros. 

Fundos de Investimento em Direitos Creditórios

Mais conhecidos como FIDC, esses fundos são uma opção para empresas de todos os setores que precisam adiantar o pagamento de suas contas a receber. Para os investidores, é interessante pela alta rentabilidade, classificação por agência de risco e possibilidade de negociação no mercado secundário.

Securitização 1.png